UMA NOVA FORMA DE CONSUMIR ORGÂNICOS

Em seu período sabático a procura de um novo estilo de vida, Roberta Salvador buscou em sua própria experiência de consumidora de produtos orgânicos, elementos para montar a Horganópolis. Através de alguns brainstorms com a família, a empresa carioca nasceu para colaborar com o dia a dia das pessoas que consomem alimentos orgânicos, de maneira prática e funcional.

Um cardápio é elaborado semanalmente com produtos orgânicos numa cesta com os alimentos porcionados, higienizados e embalados à vácuo ou em sacos de papel. Com a receita em mãos, os clientes conseguem ter uma refeição saudável, prática e fresca.

A empresa também pratica a logística reversa, recebendo de volta as caixas e embalagens, que são doadas para uma cooperativa próxima à sede.

“Eu queria desenvolver um projeto sustentável, que resgatasse o prazer de cozinhar e que melhorasse a vidas das pessoas em questão de saúde e praticidade. Às vezes eu mesma, sendo consumidora de orgânicos, não sabia o que fazer com os produtos e havia muito desperdício.” Avalia Roberta.

Além disso, a Horganópolis segue tendências cada vez mais atuais em relação ao mercado de consumo. Com o impacto da tecnologia, os pedidos raramente são feitos por telefone ou email e sim por mensagens pelo Whatsapp.

O site www.horganopolis.com ajuda a divulgacão, mas é pelo Instagram @horganopolis e pelo Facebook que são divulgados os produtos, além do cardápio da semana, apostando que o consumidor de hoje é mais estimulado através da comunicação visual.

Para tornar o momento culinário mais prazeroso e apresentar uma experiência completa, a empresa seleciona uma playlist no Spotify.

Desta maneira, às terças o cardápio da semana seguinte é disponibilizado em suas plataformas digitais e os clientes têm até sexta-feira para fazer o pedido, que pode ser feito através do whatsapp e telefone (21) 9 9508-4485 ou pelo site. E às segundas são realizadas as entregas para toda a cidade.

As receitas, assinadas por uma nutricionista, podem ter proteína animal (ovo, carne vermelha moída e frango, estes dois últimos da Kórin) ou vegetal, como cogumelos. E há opção de cardápio para os veganos e kits específicos para famílias.

Os preços são divididos por pacotes semanais ou mensais, e por pessoas – uma, duas ou quatro.

Semanal para uma pessoal sai a R$ 110,00, duas pessoas R$ 220,00 e quatro pessoas R$ 440,00.

Mensal para uma pessoa R$ 418,00, duas pessoas R$ 836,00 e quatro pessoas 1.672,00.

Outra parte importante do projeto é o investimento que a Horganópolis faz aos produtores locais, tanto com capacitação para aqueles que ainda não são certificados, como garantindo a compra da colheita dos atuais fornecedores da empresa.

Atualmente a Horganópolis trabalha com cerca de 10 fornecedores rurais, todos com selo orgânico da Ecocert, IBD ou ABIO (Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio de Janeiro). São produtores como Sítio do Moinho, Cultivar, Solo Vivo, Manacá, Ecobrás, entre outros.

“Buscamos um crescimento conjunto da cadeia, sabendo da dificuldade em manter a colheita com a garantia da procedência. Parte do nosso lucro é reinvestido para colaborar com a infra estrutura dos produtores orgânicos que nos atendem.” acrescenta Roberta.

Com investimento inicial de cerca de 200 mil reais, a Horganópolis é a primeira empresa brasileira que entrega orgânicos com uma proposta do ciclo inteiro, focada na parte nutricional e de sustentabilidade.

Possui uma cozinha industrial, na Barra da Tijuca, que é o espaço para higienizar os produtos e 11 funcionários.

Em breve haverá menu de papinhas para bebês.

Sobre Roberta Salvador

Empreendedora e ex-advogada, Roberta Salvador deixou a área jurídica de uma grande empresa de cosméticos em São Paulo e retornou ao Rio de Janeiro para mudar seu estilo de vida e desenvolver um projeto sustentável que ajudasse o dia a dia das pessoas.

Abriu a Horganópolis, empresa que oferece alimentos orgânicos já porcionados e prontos para o preparo, juntamente com receitas.

No Comments

Post A Comment